ESPORTES

CÃO PASTOR ESTÁ ELIMINADO DA 49ª COPA SÃO PAULO.

DEPOIS DE 5 TEMPORADAS O CATS VOLTA A CAIR NA 1ª FASE DA COPINHA

No dia 10 de Janeiro de 2012, a equipe do C. A. Taboão da Serra enfrentou  o time do Coritiba F. C. no Canil do Cão Pastor, o Estádio Municipal Vereador José Feres; pela 3ª rodada da 43ª Copa São Paulo de Futebol Jr. foi goleado pelo placar de 7 gols a 0 e eliminado já na 1ª fase da competição, esta havia sido a última eliminação do clube na 1ª fase da competição.

Na tarde chuvosa desta 4ª feira, (10), exatos 6 anos depois, a história se repetiu, e o Cão Pastor voltou a amargar uma eliminação precoce na competição . O C. A. Taboão da Serra, não se encontro no torneio, não conseguiu uma vitória se quer e foi eliminado pelo Joinville E. C. em seus próprios domínios.

O jogo.

A festa foi bonita, apesar da chuva o torcedor compareceu e incentivou o tempo inteiro, houve uma bela queima de fogos, muito apoio. E quando a bola rolou no Canil do Cão Pastor, estava em jogo o sonho tricolor de avançar à 2ª fase da Copinha.

Os jogadores Serranos, inflamados pela necessidade da vitória, o único resultado que levaria o time a próxima fase, passaram a controlar as ações do jogo, retendo a posse de bola e atacando em bloco, já o Joinville, se fechava na defesa e tentava explorar os contra ataques.

O Tricolor da Serra criava chances de marcar mas esbarrava na bem postada zaga catarinense, aos pouco o time do Joinville foi equilibrando as forças e a levava perigo ao gol de Gabriel “Madruga”, até que aos 27 minutos, Baianinho, camisa 17, recebeu um passe pela direita invadiu a área em velocidade e fez; Taboão da Serra 0 x 1 Joinville.

A equipe da casa, caiu de produção e o treinador Axel Arruda, aos 37 minutos, mexeu no time, sacando Daniel, camisa 9 e fazendo entrar o camisa 17, Gama. Mas a mexida não deu resultado e o 1º tempo acabou mesmo; CATS 0 x 1 JEC.

No segundo tempo, a equipe Serrana, como não tinha outra alternativa, partiu para o tudo ou nada, logo aos 14 minutos Axel, mexeu de novo, saiu o apoiador, Pablo camisa 7 e entrou o atacante Victor, camisa 15, o Taboão da Serra aumentou a pressão no ataque, mas pecava nas finalizações.

Axel voltou a modificar o time, aos 25 minutos, sacou Nícolas, camisa 18 e o camisa 11, Igor, e pôs Walbert camisa 13, e Victor Guilherme, camisa 14, aos 32 minutos, Fabiano camisa 16, sofreu um pênalti, desperdiçado na cobrança de Caio camisa 10.

O jogo se aproximava do final, e os nervos começaram a dominar os jogadores do Tricolor Serrano, inteligentemente o Joinville se aproveitou da situação e ampliou aos 38 minutos, com Janderson, camisa 7 e aos 40 minutos, com Rodrigo, camisa 20; Taboão da Serra 0 x 3 Joinville.

O atacante Gama, ainda salvo a honra Tricolor, aos 42 minutos, com um belo gol de peixinho, porém não tinha mais chances para o Cão Pastor mesmo com os 5 minutos de acréscimo o resultado não se alterou e o encontro acabou; C. A. Taboão da Serra (eliminado) 1 x 3 Joinvile (classificado).

Antes na abertura da rodada, o Real F. C. do Distrito Federal havia batido o São Paulo Cristal da Paraíba por 2 gols a zero tentos marcados por Maycon camisa 20 aos 9 da 1ª etapa e Felipe camisa 14 aos 41 do 2º tempo.

Com esse resultado a equipe brasiliense chegou aos 4 pontos ganhos e ficou com a segunda vaga do Grupo 24, atrás do Joinville que segurou a liderança da chave com 7 pontos ganhos, já o Taboão da Serra e o São Paulo em 3º, ambos com 2 pontos ganhos, foram eliminados da competição.

Sobre o Autor

Gerson Gonçalves

Deixe um comentário