CARNAVAL

Uma linda homenagem da Peruche ao Martinho da Vila!

Written by Anderson Moraes

Por Ivone Ribeiro Oliveira

Assistindo à apresentação da Unidos do Peruche para o Carnaval 2018 cheguei à conclusão de que o samba não precisa ser a festa da carne apenas, e sim da cultura. O carnavalesco Mauro Quintaes contou lindamente a historia de vida do artista e sambista Martinho da Vila. Um outro ponto é homenagear em vida este grande artista, rica em detalhes das lindas lembranças do próprio Martinho.

A baixo um pouco do que a escola pretende mostrar na avenida:

“Peruche celebra Martinho, 80 anos do Dikamba da Vila” – Presidente Sidney de Moraes – Carnavalesco Mauro Quintaes.

ARGUMENTO E DESENVOLVIMENTO DO TEMA ENREDO – A Unidos do Peruche terá a honra de homenagear no seu carnaval de 2018 um dos mais completos artistas brasileiros: Martinho da Vila, celebrando seus 80 anos e trazendo para a passarela do samba de São Paulo toda a sua trajetória artística e de vida, música, literatura, lembrando da sua vasta obra literária, além da suas grandes obras sociais.

Não temos dúvidas de que Martinho da Vila é um dos mais geniais compositores da música popular brasileira, atravessando fronteiras e não se limitando ao território brasileiro.

Martinho foi muito além, fazendo um trabalho magnífico, exaltando a Lusofonia interpretando e mostrando a rica cultura de todas as nações e regiões de Língua Portuguesa.

Escolher Martinho da Vila como tema enredo parte de um reconhecimento da nação perucheana virando um grande presente a todos nós, que prestigiamos o carnaval paulistano, exaltando, assim, a cultura popular brasileira e africana, como é o caso de Angola, nação que tanto influenciou a formação pessoal e artística do nosso homenageado.

Não é fácil falar de Martinho, por ser um artista completo, muito temos o que falar e exaltar, mas acreditamos nesse magistral trabalho. Abriremos nosso desfile mostrando toda a matriz africana que Martinho tanto carrega e exalta sua ancestralidade musical vinda de África, que junto com Brasil faz desse célebre artista um gênio da música popular brasileira.

Martinho da Vila - Crédito da Imagem: GCN

Martinho da Vila – Crédito da Imagem: GCN

É a junção de África e Brasil numa só cultura. Num segundo momento, adentrando na história de vida de Martinho, viajamos para Duas Barras, base dessa pesquisa carnavalesca, local de grandes manifestações culturais e religiosas que deram as bases para a sua futura formação artística, Folia de Reis, as Ladainhas de Nossa Senhora, dentre outros festejos que serão exaltados em nosso desfile, entendendo, assim, de onde surgiu toda a musicalidade de Martinho.

Posteriormente faremos uma viagem ao bairro de Vila Isabel do século passado, o bairro de Noel Rosa, fazendo uma analogia entre Martinho e Noel, os dois maiores nomes da história musical de Vila Isabel e, consequentemente, do Rio de Janeiro.

Exaltaremos também a vasta obra de Martinho dando um destaque ao Disco Lusofonia, um célebre trabalho, onde ele mostra a cultura de todas essas regiões espalhadas por África e pelos demais continentes, ressaltando essa união cultural de ritmo e musicalidade com Brasil.

Para finalizar, faremos uma grande referência da importância de Martinho no cenário carnavalesco, como grande compositor de grandes sambas de enredo. Todas as grandes obras imortais que ele compôs para sua escola de coração Visa Isabel, onde veremos também Martinho se consagrando campeão como criador do tema enredo “Kizomba”.

Dessa forma, acreditamos que faremos uma magistral homenagem aos 80 anos desse grande artista, o nosso grande amigo, o Dikamba da Vila, Dikamba da Peruche.

ENREDO: Mauro Quintaes – Carnavalesco

TEXTO: Gustavo Melo

Nota: texto de responsabilidade da autora Ivone Ribeiro Oliveira

Sobre o Autor

Anderson Moraes

Deixe um comentário