ESPAÇO CULTURAL ESPAÇO MULHER

Livro sobre Sereísmo mistura magia e reflexões de autoconhecimento

O livro “Ecos – O Mar é a nova Lua” mostra que o estilo das sereias vai além da água e está mais presente em nossas vidas do que imaginamos

Crédito das Imagens: @floretiza

16409835_10155053846319515_972935307_oBéatrice T. Dupuy sempre foi uma amante da Literatura e das incógnitas que o fundo do mar pode revelar. Então, durante três anos “mergulhou” nessa ideia, lançando na Bienal do Livro de São Paulo no ano passado a sua obra “Ecos – O Mar é a Nova Lua”. Misturando dados científicos e a magia do tema, ela se diz realizada por levar aos leitores um tema tão emocionante.

“O Ecos é uma aventura que promete induzir o leitor ao fabuloso mundo marítimo, entretanto, também é uma viagem de autoconhecimento e de questionamento da existência humana, colocando em xeque muitos dos nossos valores. Essa história surgiu do fato de que as profundezas do oceano permanecem praticamente inexploradas e que me interessei desde cedo pelo fundo marinho. Li várias coisas sobre seres marinhos e acho fascinante”, explica.

Béatrice Livro_2Quanto ao nome da obra, ela explica que “Ecos” é a repetição do som que revela a pior prisão que as pessoas possam ter, que é a de não poder expressar o que pensa ou o que sente. “É a tortura de conviver com os seus pensamentos e sentimentos presos pelo medo ou pelas convenções ameaçadoras”. Já o “Mar é a nova Lua” surgiu por conta de aproximadamente 95% dos fundos dos oceanos nunca terem sido tocados pelo homem e apenas 1% fazer parte das pesquisas biológicas. “Mais de 100 milhões de espécies submarinas vivem em anonimato. Já descobrimos tanta coisa no espaço, então, agora é a hora de descobrirmos um pouco mais sobre o mar”, ressalta.

 A nova novela da Rede Globo e a exploração do universo das sereias

Estreia no 1º semestre a novela “A Força do Querer”, de Glória Perez, na Rede Globo, onde a atriz Isis Valverde dará vida a uma sereia. Béatrice vibra com o fato de a TV trazer ao conhecimento de todos um assunto que ela considera pouco explorado e de uma imensa riqueza. “Espero que as pessoas se apaixonem pelo sereísmo e que a novela ajude e conscientize o público a cuidar do meio ambiente”.

Escritora BéatriceSegundo a escritora, o Sereísmo é um estilo de vida, um estado de espírito. “É uma tendência que vem do fundo do mar e está presente no fato de se vestir, se maquiar e se pentear usando referências visuais das sereias, que são conhecidas há muito tempo pela sua beleza, ainda que idealizada. Porém, só agora elas ganharam atenção e também as passarelas. Também tem de ter ligação forte com a água e com o meio ambiente. Esse assunto remete ao fato de que precisamos respeitar o lugar onde vivemos, protegê-lo e sermos ativistas”.

Para finalizar, a escritora lembra que a Literatura é importante para intensificar a criatividade, além de proporcionar momentos únicos na vida de cada um. “O livro Ecos não é uma história cansativa, porque a leitura flui e os acontecimentos são interessantes. Sem falarmos do fato das crianças e dos adolescentes se identificarem com as personagens. ‘Ecos’ também proporciona uma viagem de autoconhecimento e de questionamento sobre si mesmo e aos outros, uma vez que se trata de uma obra de ficção e romance que levanta reflexões sobre a própria vida”.

Serviço:

Béatrice T. Dupuy – Escritora

Livro: Ecos – O Mar é a Nova Lua (Editora Coerência) /Site: http://www.livrariadabea.com /Crédito das imagens: Tabatha Cuzziol – http://floretizas.blogspot.com.br/

Assessoria de Imprensa – Pri Silvestre Comunicações

Priscilla Silvestre – prisilvestre@prisilvestre.net – (11) 98077-0765/ http://prisilvestrecomunicacoes.blogspot.com.br

 

Sobre o Autor

Priscilla Silvestre

Jornalista formada pela Universidade Metodista de São Paulo e Pós-graduanda em Jornalismo Digital, acumula mais de 14 anos de experiência na área. É curiosa por natureza e workaholic por necessidade da profissão. Encara os palcos da vida vestindo os papeis de filha, irmã, mãe, esposa, professora de idiomas, assessora de imprensa, jornalista de capa de revistas, redatora de matérias impressas ou on-line para diversas editorias e ainda se pergunta: "Tempo? Quando a gente realmente quer, sempre dá um jeito!".

Deixe um comentário