ENTREVISTAS ESPORTES

Entrevista Exclusiva: Paulo Garcia (candidato á presidência do Corinthians)!

Written by Anderson Moraes

O Jornal Empoderado que já bateu um papo com Felipe Ezabella, que é um dos cinco candidatos á presidência do Corinthians, hoje fala com o empresário Paulo Garcia, que concorre pela chapa “Pró-Corinthians” na eleição no dia 3 de fevereiro de 2018. Estão na chapa, entre eles: Flavio Adauto e Emerson Piovezan.

Seguindo nossa série de entrevistas com candidatos a presidência do Sport Club Corinthians Paulista, Paulo Garcia, fala da Kalunga, Oposição, Arena, sobre a ligação do seu Irmão e muita coisa que envolve o mundo Corinthians. Aproveitem!

Oposição

Como foi ajudar o Roberto no impeachment?

Paulo Garcia – O impeachment não estava sendo legal. Era uma briga política e isso iria
atrapalhar muito o Corinthians no decorrer do ano.
Ajudei naquilo que foi preciso para impedir e para o clube não sofrer as
consequências. Prezo pelo bem do Corinthians.

Paulo Garcia –  O senhor já ajudou muito a chapa “Renovação e Transparência”, até com doação.
Qual sua relação com o Andrés?

Paulo Garcia – O Andrés, assim como o Roque, são meus amigos. Temos boa relação.
Discutimos o melhor para o clube e quando acordamos na mesma opinião lutamos
por ela. Tudo pelo bem do Corinthians.

Futebol

Como pensa em gerar receitas para o clube, Arena e Futebol?

Paulo Garcia – Na minha gestão, ao lado do Emerson Piovezan e do Flávio Adauto, teremos
quatro pilares para serem administrados: Futebol Profissional, Futebol de Base,
Clube Social e Arena. Cada um deles serão administrados por profissionais
especializados para buscar resultados, receitas. O Corinthians é uma marca forte e
precisa de uma gestão empresarial para dar resultados. O clube social precisa voltar a ser frenquentado pelas famílias. Iremos fazer brinquedoteca, espaços para manicure, massagem, ioga, dança de salão, cursos de artesanatos, campeonatos internos, e muito mais. É trazer associado para o clube.
No Arena iremos melhorar o espaço popular, buscar investidores, criar espaços para eventos, cinemas, memorial, palco para shows. Elaborar ações que tragam uma nova fonte de receita para o clube.
No futebol ter uma gestão profissional, manter elenco, comissão técnica e fazer contratações pontuais. Buscar melhores patrocínios.

Parque São Jorge
Clube deve ser separado do social? Quais são seus planos pra fazendinha?

Paulo Garcia – O futebol deve ser separado do clube social. A fazendinha será modificada.
Iremos transformá-la em Arena multiuso onde serão realizadas atividades, treinamentos de atletas, competições esportivas e shows. Analisar a zona de zoneamento para investir, atrair o associado, o público.

Concorda que o clube continue com apenas 12 mil sócios? È um clube que
representa a maioria da torcida?

Paulo Garcia – Vamos melhorar o clube e atender os sócios com maior conforto e segurança.
Atendendo bem e fazendo ações atraímos novos associados.

Arena
Qual seu projeto para a Arena?

Paulo Garcia – A Arena precisa ser melhor aproveitada, conforme citei acima. É criar novos
espaços para gerar renda.

Concorda com a PM dentro da Arena?

Paulo Garcia – Vamos analisar contratos. Alguns pontos não podemos jogar palavras porque
não sabemos o que está acordado.

Marketing
O senhor foi um empresário que apostou na marca Corinthians e estampou de de
1985 a 1994, a camisa do time. Por a marca/empresa saiu do clube? Voltaria?

Paulo Garcia – O estatuto do Corinthians não permite mais qualquer conselheiro tem
negócio com o clube.

De que forma será sua gestão? A Kalunga irá participar?

Paulo Garcia – Minha gestão será empresarial e profissional. Todos os cargos serão
ocupados por profissionais de mercado capacitados para cumprir tal função. A Kalunga não irá participar de nada.

Como vai gerir o problema existente entre Corinthians e a gestora das lojas
Poderoso Timão? *Antes existiam mais de cem lojas dando lucro e hoje a maioria
das lojas, que existem, estão sobrevivendo por aparelhos (com falta de materiais
nas lojas, franquias fechando etc.).

Paulo Garcia – Antes de qualquer coisa é preciso avaliar o contrato. De que forma foi feito,
os modelos de negócio para depois alterar o que for melhor para o clube e
franqueado.

É viável seguir o exemplo do Benfica, que tem um canal próprio do clube para
transmitir seus jogos? Será que o Corinthians, com o seu gigantesco número de
torcedores, não poderia seguir essa receita, tirando a exclusividade da Globo ou
ampliando esses valores?

Paulo Garcia –  Vamos implantar a plataforma digital.Nesse portal terão entrevistas, compra
de ingressos, jogos em tempo real, aulas de futebol online. Através disso buscar
novas receitas para o clube.

O senhor é favorável a uma profissionalização do departamento de futebol?

Paulo Garcia – Na minha gestão todos os departamentos serão profissionalizados.

Sobre o marketing corintiano, quais são seus planos pensando na expansão da
marca no exterior, principalmente onde esta o dinheiro como na Ásia, Oriente
Médio e Europa?

Paulo Garcia – Serão contratadas profissionais de marcado para avaliar e colocar em prática
os planos de mercado.

O que acha do contrato Nike-Corinthians?

Paulo Garcia –  Não tenho conhecimento do contrato por clausula de confidencialidade. Quando assumir a presidência iremos avaliar para ver se é bom ou ruim e ver o que se pode fazer. 

Contratos com a OMNI e a SPR / Odebrecht. Comente. 

Paulo Garcia – Como disse acima, muitos dos contratos tem cláusula de confidencialidade. Não se sabe por inteiro. Somente depois de ter os contratos em mãos, analisar com pessoas específicas no assunto para buscar uma solução.

Qual marca vale mais hoje para o mercado: Kalunga ou Corinthians?
Paulo Garcia – Cada marca tem o seu valor. Para saber a valorização de cada uma é
necessário fazer uma “adequação de marca” termo usado no mercado específico
para isso e analisar. Mas cada uma tem o seu mérito e as duas são grandes.

Futebol
Qual sua opinião sobre a categoria de base? Ela deve ser cem por cento do clube?
Paulo Garcia – O futebol da Base será um de nossos pilares na campanha. O ideal é ter 100% dos atletas sendo co clube. Mas existem contratos em vigor. Temos que cumpri-los para não desvalorizar o atleta, nem o clube. Mas iremos buscar sempre ter 100%, é questão de negócio e conversar.

O senhor acha correto seu irmão ser dirigente e empresário no clube?
Paulo Garcia –  O Fernando é um grande empresário, honesto, e que abriu mão de ser conselheiro para fazer negócio com o Corinthians. Mas, na minha gestão, não iremos ter novos atletas empresariados por ele dentro do Corinthians.

Eleição 

O senhor em outra entrevista disse que seu pai não foi presidente, pois ele é era muito digno, jogava limpo. Por isso, não se elegeu já que foi vencido com votos de conselheiros com mandatos vencidos. Como foi isso?

Paulo Garcia – Meu pai ficou 10 anos brigando na justiça com o Dualib para provar que a eleição tinha erros. Depois desses 10 anos conseguiu provar, mas aí vários mandatos já tinham acontecido.

A pratica de anistia ou alguma forma de facilitação para o associado antes da eleição é normal?
Paulo Garcia – O clube sempre teve isso. Antigamente se fazia isso para os associados voltar
a frenquentar o clube durante o verão.

O que acha das impugnações das candidaturas dos adversários que houveram esta
semana?

Paulo Garcia –  Não acho bom. Acredito que isso irá tumultuar as eleições que estava indo
muito bem durante a campanha dos cinco candidatos.

O NECO – Núcleo de estudos do Corinthians faz a preservação da historia do clube. Qual seu projeto para o NECO?

Paulo Garcia –  Temos projetos para melhor e aperfeiçoar todos os departamentos do
Corinthians. Cada um tem a sua importância e serão atendidos.

FORÇA OLÍMPICA

Futebol Feminino, Basquete, Futsal e entre outros esportes Olímpicos. Como pensa
a administração desses esportes?

Paulo Garcia –  A proposta é investir para capacitar e revelar atletas em todas as
modalidades do clube. Vamos levar o sucesso do Campeonato Interno de Futebol
Associativo do Corinthians (CIFAC) para diversas modalidades olímpicas como:
vôlei, basquete, natação, tênis, atletismo…

Obrigado, Paulo Garcia. Espero retorno!

Sobre o Autor

Anderson Moraes

Deixe um comentário