ECONOMIA - Seu Dinheiro! ENTREVISTAS GESTÃO DE CARREIRAS

Quer abrir uma franquia? Confira as dicas de quem chegou ao topo!

Layout da Loja
Written by Anderson Moraes

Frango Frito no Balde

Idealizador do Chicken in House conta como acertar na hora de optar por este tipo negócio

Mesmo em um período econômico no Brasil em que se arriscar no mundo dos negócios tenha se tornado perigoso, ainda assim não podemos ficar de mãos atadas ou esperando que o dinheiro “caia do céu”. Então, muitos investidores recorrem aos setores de franquias, já que o formato “pronto”, muitas vezes, equilibra a instabilidade financeira decorrente da situação no geral.

Há quem prefira abrir o seu próprio negócio, começando do zero e criando a sua identidade. Entretanto, muitas pessoas optam por algo já reconhecido no mercado.

Adriana e John, fundadores do Chicken in House

Adriana e John, fundadores do Chicken in House

John Lenon, diretor e idealizador da marca Chicken in House, juntamente a sua esposa, Adriana Vitória, já esteve nos dois lados dessa situação. Quando era administrador público, sentiu a necessidade de fazer algo para complementar a renda, onde surgiu a ideia de produzir em casa e vender frango frito no balde de forma delivery. Em pouco tempo a demanda já era grande, o que deu forças e coragem para fundar a sua loja, há três anos, em Volta Redonda (RJ).

Hoje, ele trabalha apenas gerenciando o setor de franquias, que foi lançado há um ano e já conta com 42 lojas vendidas por todo o País. Em São Paulo, a primeira delas chegará em junho deste ano, onde haverá uma festa de lançamento para comemorar a inserção da marca na “terra da garoa”.

Conversamos com John Lenon para levarmos até os interessados na área de franquias, mais especificamente do ramo gastronômico, dicas valiosas. Confira!

Jornal Empoderado – Em sua opinião, por que o frango faz tanto sucesso com os
brasileiros?

John Lenon – O frango é uma comida típica e que combina com vários pratos. O legal do frango é que pode ser apreciado usando as mãos, tornando o produto diferente e popular.

JE – No caso da empresa, o que a receita tem de diferente e quais tipos de temperos deixam o frango com a cara do Brasil?

JL – Trabalhamos com temperos tipicamente nacionais, além de usarmos outros molhos, como o apimentado e o barbecue.

JE – Em média, quantos baldes de frango são vendidos em uma loja mensalmente?

JL – De 3 a 4 mil baldes aproximadamente, chegando a 5 toneladas de  frango por mês.

JE – Nessa época de crise, na sua experiência, a área gastronômica
manteve seu nível, teve queda ou aumentou?

JL – Na minha visão, o mercado gastronômico não recuou, pelo contrario, muitas famílias tem trocado as viagens por ida às praças de alimentação e restaurantes. As empresas que investem em atendimento e buscam novas receitas gastronômicas estão observando suas vendas crescerem.

O lanche Double Chicken, exclusivo da marca

O lanche Double Chicken, exclusivo da marca

Nós, por exemplo, não temos somente o frango frito no balde em nosso cardápio. Oferecemos, entre outros, a asa de frango recheada e o Double Chicken, um lanche que no lugar do pão vai o frango empanado. São dois produtos nossos, o que nos deixa com um diferencial perante os demais.

JE – Quem quer investir em uma franquia, quais são os piores erros que o investidor pode cometer?

JL – A falha de um investidor em franquias é a de não seguir as recomendações da franqueadora. Isto pode até mesmo acontecer por ele não entender que uma franquia é um barco onde os dois lados precisam remar para a mesma direção.

JE – E quais as atitudes essenciais para um franqueado ter sucesso em
seu negócio?

JL – Além de seguir os manuais da franqueadora, o franqueado precisa entender que ele é a ponta principal do seu negócio, ou seja, a dedicação dele deve ser grande e sempre que possível, exclusiva. Não há como pensar que ter sua franquia é trabalhar pouco, muito pelo contrário. E este é um dos caminhos para o sucesso.

Serviço:

Chicken in House – www.chickeninhouse.com.br

Sobre o Autor

Anderson Moraes

Deixe um comentário